Última hora

Última hora

Tsunami ameaça 200.000 empregos na hotelaria tailandesa

Em leitura:

Tsunami ameaça 200.000 empregos na hotelaria tailandesa

Tamanho do texto Aa Aa

Depois da catástrofe, os hoteleiros da Tailândia tentam reconstruir aquilo que podem, para que tudo possa voltar à normalidade. O que, para já, é difícil.Os turistas são poucos. A situação pode arrastar-se por bastante tempo e criar uma crise económica. Muitos empregos, no sector do turismo, vão ser difíceis de manter, como explica Hans Tiunigero, proprietário de um restaurante suíço em Phuket: “Os clientes, agora, são 12 por cento do normal. Isso cria-me um problema com os empregados. Eu gostava de os manter todos, porque trabalharam muitos anos para mim”.

As autoridades estimam que 200.000 empregos podem estar em risco. O tsunami destruíu mais de 500 hotéis e restaurantes, só na ilha de Phuket. Muitos desses estabelecimentos não estavam cobertos pelo seguro e os donos vão ter que pagar a reconstrução do próprio bolso. A estância de Patong Garden é uma das mais afectadas. A reconstrução deste complexo turístico deve custar cerca de 400.000 euros. O director-geral do complexo diz estar “contente por a reconstrução estar a andar, mas espera generosidade por parte das empresas de construção e de seguros”. O governo tailandês está a oferecer ajuda financeira à reconstrução, mas os empresários têm visto pouco dinheiro para as infraestruturas turísticas destruídas. Segundo o organismo tailandês do Turismo, 70 por cento dos danos podem ser reparados nos próximos três meses.