Última hora

Última hora

Começou o julgamento dos implicados no escândalo de Abu Grahib

Em leitura:

Começou o julgamento dos implicados no escândalo de Abu Grahib

Tamanho do texto Aa Aa

Apresentado como um dos principais actores do escândalo da prisão iraquiana de Abu Grahib, Charles Garner declarou-se não culpado diante do tribunal Marcial onde começou a ser ouvido.

Dos implicados no caso das sevícias sexuais que embaraçaram a administração Bush Garner é o primeiro a enfrentar o tribunal Militar, num processo que começa segunda-feira com o início de declarações das primeiras trinta e cinco testemunhas. Apesar de incorrer numa pena de prisão de 17 anos, caso seja culpado, o militar norte-americano mantém-se optimista. Para os advogados de defesa os soldados obdeciam apenas a ordens, o que a ser provado poderá fazer subir o escândalo na hierarquia militar norte-americana. As fotografias tiradas em Abu Grahib correram mundo no momento em que arrancava a campanha eleitoral de George Bush. Charles Garner e a sua companheira, Lynda England, são as figuras mais mediáticas deste processo. Até ao momento três de sete outros militares confessaram-se culpados perante as instâncias disciplinares no Iraque.