Última hora

Última hora

População de Gaza apreensiva a um dia das presidenciais

Em leitura:

População de Gaza apreensiva a um dia das presidenciais

Tamanho do texto Aa Aa

A Calma é aparente na faixa de Gaza, a apenas um dia das presidenciais palestinianas. A vida decorre normalmente num território com uma longa história de conflito, que a população espera ver resolvido com a sucessão de Yasser Arafat.

As sondagens para as presidenciais de Domingo dão uma vantagem clara a Mahmoud Abbas, o homem que, segundo um residente de Rafah, tem as melhores condições para mudar a Vida dos palestinianos: “Nós preferimos o nosso irmão Abu Mazen, porque acreditamos que ele é responsável. Espero que ele aguente a responsabilidade do cargo e compense o povo palestiniano por todo o sofrimento”. Mas apesar da esperança, o medo continua em Gaza. Como por exemplo numaescola que se transformará numa das cerca de 3.000 assembleias de voto doterritório. Os responsáveis pelo já degradado edifício, temem que o local se torne alvo de ataques e tranforme o acto eleitoral num massacre. Esta é a primeira vez desde 1996 que os habitantes da faixa de Gaza vão ás urnas. O conflito com israel obriga os palestinianos a encarar estas eleições com algumas reservas e muita ansiedade.