Última hora

Última hora

Tensão nos territórios palestinianos em vésperas das eleições

Em leitura:

Tensão nos territórios palestinianos em vésperas das eleições

Tamanho do texto Aa Aa

Os palestinianos queixam-se de que Israel não está a cumprir a promessa de facilitar a circulação nos territórios em vésperas da eleição para a presidência da ANP.

O governo de Ariel Sharon ameaça por seu turno reconsiderar a decisão de parar as operações militares nos territórios palestinianos durante o período eleitoral. É neste clima de tensão que se movem os observadores internacionais. O antigo presidente norte-americano, Jimmy Carter, foi incumbido por Israel de levar o aviso de repressão a Mamhud Abbas, depois do ataque, na Cisjordânia, que matou um soldado israelita e feriu outros três. A dar conta desta guerra de nervos a detenção temporária de dois jornalistas espanhóis por palestinianos armados que os tomaram por espiões ao serviço de Israel. A campanha eleitoral para a presidência palestiniana terminou com a promessa de de Mamhud Abbas, conhecido entre os palestinianos pelo nome de guerra de Abou Mazen, de que se vencer não vai desistir de Jerusalém como capital do futuro Estado palestiniano.