Última hora

Última hora

Conflito em Aceh pode pôr em causa a ajuda humanitária

Em leitura:

Conflito em Aceh pode pôr em causa a ajuda humanitária

Tamanho do texto Aa Aa

Um novo vídeo revela a violência com que a vaga mortífera arrasou tudo à sua passagem, em Banda Aceh, na Indonésia, no passado dia 26 de Dezembro.

Duas semanas depois, o balanço oficial das vítimas mortais do tsunami ascende já a 156 mil e deverá continuar a aumentar. A Indonésia foi o país mais fortemente atingido com 104 mil mortos já contabilizados, seguida do Sri Lanka com 30 mil, da India com 15 mil e da Tailândia com mais de 5 mil. Na província de Aceh, a mais devastada, as Nações Unidas chamam a atenção para a necessidade de garantir a segurança dos voluntários que estão no terreno a ajudar as populações sinistradas, depois de este domingo se ter registado um episódio de trocas de tiros, na capital da província, Banda Aceh. O tiroteio ocorreu próximo da casa de um antigo chefe da polícia local e não muito longe da delegação das Nações Unidas. As autoridades acusam os separatistas do GAM, o movimento de libertação de Aceh, mas um membro da ONU diz que o incidente não teve nada a ver com os separatistas. A ONU lembra que é preciso fazer chegar a ajuda humanitária a todos os sítios onde ela é precisa. As Nações Unidas contabilizaram já em mais 2 mil milhões de dólares as promessas de donativos e apelam agora aos países para que cumpram as promessas.