Última hora

Última hora

Rússia: reformados de novo nas ruas da contestação.

Em leitura:

Rússia: reformados de novo nas ruas da contestação.

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de reformados russos retornaram hoje á rua, um pouco por todo o país, para contestarem as polémicas reformas do presidente Putin na segurança social. Estas garantias sociais, herdadas do antigo sistema soviético, como por exemplo gratuidade nos transportes públicos e dos medicamentos, irão ser suprimidas caso o governo russo aprove as reformas avançadas por Putin.Há já uma semana que todos os dias os reformados russos contestam na rua estas reformas.” Desde 1 de Janeiro que a gratuidade nos transportes foi suspensa. Nesse dia fui a Moscovo de metro e fiquei muito embaraçada quando fui apanhada pelos fiscais que me obrigaram a comprar um bilhete. Os reformados não devem pagar. A minha pensão é de 75 euros por mês o que não é suficiente”.” Há já muito que eu não recebo nenhuma ajuda. Como é que eu consigo suportar a minha família com este salário? A minha pensão é de 115 euros por mês e tenho a meu cargo sete pessoas”.Histórias dramáticas do fim de um império. O Kremlin acusa os comunistas de estarem por detrás destas manifestações que prometem continuar.