Última hora

Última hora

Instigador de Abu Grhaib condenado a dez anos de prisão

Em leitura:

Instigador de Abu Grhaib condenado a dez anos de prisão

Tamanho do texto Aa Aa

A queda em desgraça do homem apontado como o principal instigador das torturas e abusos cometidos na prisão iraquiana de Abu Ghraib tem duas facetas. O soldado Charles Graner foi condenado a dez anos de prisão, menos cinco do que a pena máxima prevista, e à expulsão do exército americano. À saída do tribunal militar do Texas, perguntaram a Graner se tinha remorsos e este respondeu que não.

Os dez membros do tribunal marcial determinaram a responsabilidade do soldado nas sevícias impostas aos detidos. Os testemunhos retrataram um comportamento particularmente sádico. Mas a mãe de Graner tem uma versão bem diferente dos factos. Irma Jean Graner relembra que o seu filho “foi condenado no dia em que o presidente Bush afirmou que sete militares envergonharam o país”. Mas, na sua opinião, “foram Bush e Donald Rumsfeld que envergonharam” os Estados Unidos porque Charles obedeceu a ordens da hierarquia. Esta era, aliás, a linha de defesa do soldado que o denunciava como um “bode expiatório” e que remetia a origem dos maus tratos em Abu Ghraib para a cadeia de comando.