Última hora

Última hora

Violência na Palestina sem fim à vista.

Em leitura:

Violência na Palestina sem fim à vista.

Tamanho do texto Aa Aa

Esta manhã em Jerusalém na habitual reunião semanal do governo israelitao Primeiro Ministro, Ariel Sharon, deu luz verde ao exército, o Tsahal, para actuar em força contra toda a actividade terrorista.Sharon criticou a nova Autoridade Palestiniana, liderada por Mahamud Abbas, por nada ter feito para deter e controlar as actividades de contestação à presença israelita na Faixa de Gaza. O governo hebraico adiantou mesmo que o exército não tem limite de tempo para actuar em Gaza independentemente do abandono do território por parte de todos os colonatos na proposta que Sharon prevê que seja implementada até ao Verão.No terreno desde quinta-feira passada que os confrontos não param entre o Tsahal e militantes palestinianos. Esta madrugada foram disparados mais dois roquetes de fabrico artesanal contra o território israelita no mesmo lugar onde ontem explodiu um outro ferindo uma adolescente de 15 anos.Este sábado parece ter sido o pior dia destes confrontos com o registo da morte de oito palestinianos e 11 feridos pelo fogo do exército israelita.O novo líder Mahamud Abbas que ontem tomou oficialmente posse como Presidente da Autoridade Palestiniana deslocar-se-á esta próxima terça-feira à Faixa de Gaza para se encontrar com os movimentos extremistas no sentido de acalmar os ânimos na região.