Última hora

Última hora

Deputada ameaçada de morte volta ao parlamento holandês

Em leitura:

Deputada ameaçada de morte volta ao parlamento holandês

Tamanho do texto Aa Aa

A deputada holandesa de origem somali, Ayaan Hirsi Ali, voltou esta terça-feira ao parlamento holandês, depois de dois meses de refúgio nos Estados Unidos.

Hirsi Ali foi levada para os Estados Unidos pelo exército holandês, como medida de protecção, na sequência do assassinato do realizador Teo Van Gogh. Ayaan Hirsi Ali participou no filme de Teo Van Gogh como cenógrafa, tem tido uma posição muito crítica contra o Islão e tinha recebido várias ameaças de morte. Na semana passada, durante uma busca à casa de um suspeito no âmbito da investigação à morte do realizador, a polícia encontrou provas de que um atentado contra a vida da deputada estava a ser preparado, mas não chegou a ser executado. Agora que está de volta à Holanda, a deputada pretende ganhar distanciamento destes acontecimentos, quer dedicar-se à sequela do filme “Submission” de Teo Van Gogh e escrever um livro destinado aos muçulmanos. Teo Van Gogh foi assassinado no dia 2 de Novembro, por um presumível islamita radical. Um acontecimento que gerou a emoção e a revolta na Holanda.