Última hora

Última hora

Igreja espanhola admite uso de preservativos na luta contra a SIDA

Em leitura:

Igreja espanhola admite uso de preservativos na luta contra a SIDA

Tamanho do texto Aa Aa

Revolução de mentalidades em Espanha. A conferência episcopal reconheceu que a utilização de preservativos é importante no combate à SIDA, embora as principais armas devam ser a castidade e a fidelidade.

Esta posição, contrária à manifestada pelo Vaticano, foi anunciada pelo porta-voz da conferência episcopal espanhola, Juan Antonio Martinez Camino, na sequência de uma reunião com a ministra da Saúde, Elena Salgado. O orgão máximo da Igreja católica em Espanha baseia a decisão em estudos científicos publicados na revista de medecina Lancet, pelo que o uso de preservativos se justifica no quadro de uma “prevenção integral e global da SIDA”. A Igreja católica espanhola converge pelo menos num ponto de vista com o governo socialista, depois das posições antagónicas manifestadas relativamente às novas leis sobre o casamento homossexual, o divórcio ou o aborto. Desde finais de Novembro que o executivo lançou uma campanha de promoção do uso do preservativo para evitar a transmissão da SIDA.