Última hora

Última hora

Preservativos agitam Igreja espanhola

Em leitura:

Preservativos agitam Igreja espanhola

Tamanho do texto Aa Aa

O Vaticano mantém-se quedo e mudo, mas as declarações do porta-voz da Conferência Episcopal espanhola sobre o preservativo enquanto meio de combate à SIDA, apanharam de surpresa o mundo católico e semearam a polémica.

A hierarquia da Igreja aguarda as explicações do secretário-geral da Conferência Episcopal, Juan Antonio Martinez Camino, e, de alguns países,vieram pedidos de esclarecimento por escrito, nomeadamente da organização católica conservadora Opus Dei, na Argentina. As palavras da discórdia foram pronunciadas por Martinez Camino à saída de uma reunião com a ministra espanhola da Saúde, Elena Salgado: “Os preservativos têm o seu contexto na prevenção integral e global contra a SIDA”, foi o que disse o padre Martinez Camino com base no relatório da revista médica The Lancet. Em Espanha as opiniões dividem-se. Nos meios mais conservadores o porta-voz da Igreja de Espanha foi longe de mais em relação à posição da Igreja Católica sobre a matéria. Outros vêm nestas palavras um sinal de mudança, tanto mais que o padre Martinez Camino terá manifestado a vontade de colaborar com o executivo espanhol em torno desta questão grave. Uma questão que inquieta Madrid. O governo lançou uma campanha de sensibilização para o uso do preservativo no combate à SIDA.