Última hora

Última hora

Rede de imigração clandestina desmantelada em Itália

Em leitura:

Rede de imigração clandestina desmantelada em Itália

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades italianas desmantelaram uma rede de imigração clandestina. A polícia deteve 14 indivíduos estrangeiros envolvidos no tráfico humano. No total, os magistrados emitiram mandados de captura para 13 cidadãos egípcios, oito sudaneses, quatro marroquinos, três iraquianos e um sírio. Apenas cinco dos suspeitos residem fora de Itália.

A rede organizava o desembarque de clandestinos na ilha de Lampedusa. O ponto de partida das embarcações era a Líbia. Só no ano passado a rede terá efectuado mais de 30 viagens e cada travessia custava cerca de 1500 euros por pessoa. Em seguida, a organização conseguia que os imigrantes fossem enviados para um centro de acolhimento no Sul da península, de onde os ajudava a escapar. Na investigação, constam nomes de cidadãos italianos suspeitos de fornecimento de documentação falsa. Entretanto, 10 imigrantes clandestinos foram encontrados mortos ao largo das ilhas Canárias. A embarcação onde seguiam estava à deriva a cerca de 500 quilómetros a Sul do arquipélago espanhol.