Última hora

Última hora

Grupos armados palestinianos desmentem cessar-fogo anunciado por Shaul Mofaz

Em leitura:

Grupos armados palestinianos desmentem cessar-fogo anunciado por Shaul Mofaz

Tamanho do texto Aa Aa

Ainda não há acordos, mas ninguém desmente a sua iminência. Segundo o ministro da Defesa israelita, Shaul Mofaz, o líder da Autoridade Palestiniana conseguiu convencer os grupos armados radicais a baixarem as armas e aceitarem um cessar-fogo de um mês.

No entanto, pouco depois deste anúncio, os representantes do Hamas e da Jihad Islâmica vinham desmentir a chegada a acordo nas conversações com Mahmoud Abbas, apesar de salientarem que estão dispostos a tréguas se as operações militares israelitas cessarem. Ontem, as Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa divulgaram que aceitam as tréguas, traçando a condição exigida por todos os movimentos: o recuo israelita. Há uma outra imposição sobre a qual se falou ontem, a libertação de todos os prisioneiros palestinianos. Mas é uma reivindicaçâo que ainda não teve eco hoje. De todas as formas, as negociações que Abbas protagoniza na Faixa de Gaza, desde terça-feira, tiveram o mérito de interromper o ciclo de violência durante os últimos dias. Para este facto também contribuiu a mobilização de centenas de polícias palestinianos, que controlam o norte da Faixa de Gaza para evitar ataques contra território israelita.