Última hora

Última hora

Tomada de posse de Iuschenko pôe fim a dois meses de crise política na Ucrânia

Em leitura:

Tomada de posse de Iuschenko pôe fim a dois meses de crise política na Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

Foi no Parlamento de Kiev, perante cerca de 60 delegações estrangeiras, que Viktor Iuschenko foi empossado, ao meio dia local, 10h00 da manhã, em Lisboa. Sobre a Constituição e sobre um Evangelho, que data do século XVI, Iuschenko jurou lealdade à Ucrânia.

A cerimónia de hoje pôs fim a dois meses de crise política. Só na passada quinta-feira é que o Supremo Tribunal de Kiev confirmou a vitória de Viktor Iuschenko nas eleições de 26 de Dezembro. Estas eleições foram a repetição da segunda volta, realizada a 21 de Outubro e que acabou por ser impugnada, na sequência da Revolução Laranja – que trouxe para a Praça da Independência centenas de milhar de ucranianos, em protesto contra a fraude eleitoral. Mas Iuschenko tem pela frente uma tarefa difícil e está consciente disso. Ao ganhar as eleições com 51,99% dos votos, contra 44,22% do seu adversário, o presidente tem em mãos um país dividido entre a aproximação à Europa e fidelidade à Rússia. O novo governo que vai agora formar deverá, pois, conseguir alcançar o equilíbrio, neste país de 48 milhões de habitantes.