Última hora

Última hora

Bélgica já não referendará a Constituição Europeia

Em leitura:

Bélgica já não referendará a Constituição Europeia

Tamanho do texto Aa Aa

Guy Verhosftadt não vai poder realizar um referendo sobre a Constituição Europeia. O primeiro-ministro belga já não conta com o apoio do Spirit. O outro partido da coligação governamental fez inversão de marcha por recear que o referendo sobre a magna carta seja aproveitado pela extrema-direita belga para apelar à não adesão da Turquia à União.

O Vlaams Belang é um opositor feroz da entrada de Ancara no bloco europeu. Mas o Spirit considera que o assunto Turquia não deve ser discutido agora, uma vez que a eventual adesão daquele país só deve acontecer dentro de uma dezena de anos. Sem o apoio do Spirit, o SPA, o partido de Verhosftadt não consegue uma maioria parlamentar para fazer passar o referendo sobre a Constituição. Geert Lambert, o líder do Spirit, é claro: “Mudámos de opinião porque descobrimos que algumas pessoas querem abusar do referendo. Não deixarei que as minhas ideias políticas sejam violadas por um partido em particular que tem intenções completamente diferentes.” Onde o referendo se realiza, com certeza, é em Espanha. O país vizinho vai ser o primeiro a consultar a população. Será a 20 de Fevereiro – curiosamente, o mesmo dia em que os portugueses escolhem o novo governo.