Última hora

Última hora

Crescimento chinês preocupa economia mundial

Em leitura:

Crescimento chinês preocupa economia mundial

Tamanho do texto Aa Aa

A China teve, em 2004, o maior crescimento económico dos últimos sete anos. O Produto Interno Bruto (PIB) chinês cresceu 9,5 por cento, um número que ficou bastante acima das expectativas.

Teme-se um crescimento exagerado, que possa causar instabilidade na economia mundial. Os investimentos em capitais fixos atingem níveis preocupantes e a inflação é também bastante elevada – quase quatro por cento, no ano passado. A produção indusrial cresceu 11,5 por cento, menos que em 2003. Este foi o segundo ano consecutivo em que a China teve um crescimento superior a nove por cento. São números gigantes, se comparados com as previsões, para 2004, do crescimento económico nos Estados Unidos e na União Europeia. O director do Instituto Chinês de Estatísticas diz que o governo quer pôr em marcha um plano para controlar o crescimento, mas não vai subir as taxas de juro. Zhu Jiangfang, analista, afirma que “este crescimento é o maior dos últimos anos. Foi, sobretudo, alto no último trimestre, o que mostra que o ambiente é bom. No entanto, são precisas medidas de controlo macroeconómico”. A China é vista como um dos grandes motores da economia mundial. Uma queda brusca na procura pode originar uma crise a nível global. Em 2004, tanto as importações como as exportações cresceram cerca de 35 por cento. A China teve um superavit comercial de 24 mil milhões de euros.