Última hora

Última hora

Economia alemã em desaceleração

Em leitura:

Economia alemã em desaceleração

Tamanho do texto Aa Aa

Pela terceira vez consecutiva, o governo alemão reviu em baixa a previsão de crescimento económico. No relatório anual do ministério da Economia de Berlim afirma-se que o Produto Interno Bruto (PIB) alemão deverá aumentar 1,6% em 2005 contra o 1,7% previsto anteriormente.

Recorde-se que a economia alemã teve um crescimento de 1,7% no ano passado após três anos de estagnação. Mas nem tudo são más notícias neste relatório, que adianta que há um claro optimismo, essencialmente na procura interna, como por exemplo, no mercado da construção. Estes números divergem ligeiramente de outros relatórios internacionais, como é o caso dos do FMI e da OCDE, que prevêem o crescimento alemão em, respectivamente, 1,5% e 1,4 por cento. Corolário negativo de todas estas perspectivas é o facto de as exportações alemãs poderem, uma vez mais, regredir devido, essencialmente, à valorização do euro em relação ao dólar e ao aumento do preço do petróleo. Após três anos de uma economia totalmente estagnada, os alemães deverão, ainda neste ano de 2005, ver o consumo de bens essenciais progredir 0,7% depois de, no ano passado, ter mesmo descido 0,3 por cento.