Última hora

Última hora

Reunião entre Sharon e Abbas começa a ser preparada na próxima semana

Em leitura:

Reunião entre Sharon e Abbas começa a ser preparada na próxima semana

Tamanho do texto Aa Aa

Responsáveis políticos israelitas e palestinianos reuniram-se esta manhã em Jerusalém, poucas horas depois de Ariel Sharon anunciar o levantamento do embargo às conversações diplomáticas, imposto há duas semanas.

Segundo fontes oficiais, Sharon estará igualmente disposto a suspender os assassínios selectivos de militantes palestinianos, em resposta às tréguas dos grupos armados obtidas por Mahmud Abbas. Notícias acolhidas com pouco entusiasmo pelo primeiro-ministro Ahmed Qurei, para quem “os israelitas não estão a corresponder aos esforços dos palestinianos continuando as incursões, assassínios e detenções”. Esta manhã, o exército penetrou no bairro de Deir al-Balah no centro de Gaza, em resposta a um ataque de lançado por militantes palestinianos, pelo menos uma criança morreu durante a operação. Do lado israelita, a reaproximação diplomática é justificada pelo vice-primeiro-ministro Shimon Peres como “uma forma de transformar o plano de retirada da faixa de Gaza num projecto bilateral”. Novo passo no entendimento entre as duas partes, a mobilização de militares palestinianos para o sul faixa de Gaza nas próximas 24 horas, onde irão substituir os soldados israelitas estacionados junto à fronteira com o Egipto. Medidas que coincidem com a visita do enviado especial norte-americano William Burns a Israel. Ontem à noite os responsáveis militares dos dois lados reatavam a cooperação militar durante uma reunião em Erez. Próximo passo, a reunião entre Sharon e Abbas que deverá começar a ser preparada na próxima semana.