Última hora

Última hora

Washington viola direitos fundamentais em Guantánamo - diz juíza

Em leitura:

Washington viola direitos fundamentais em Guantánamo - diz juíza

Tamanho do texto Aa Aa

A junta militar estabelecida pela admnistração norte-americana na base de Guantánamo é inconstitucional. Assim decidiu uma juiza federal do distrito de Columbia, no Estados Unidos.

Os detidos, considerados pelo governo de Bush como “combatentes inimigos” e não prisioneiros de guerra protegidos pela Convenção de Genebra, têm direitos que devem ser respeitados à luz da Constituição norte-americana, de acordo com a posição da magistrada Joyce Hebs Green. Trata-se de um embaraço para Washington que responde com a decisão de recorrer ao Supremo Tribunal. 550 homens, na sua maioria detidos durante a guerra do Afeganistão, são considerados terroristas sem direito a julgamento, mas a juiza defende que “o combate ao terrorismo não pode invalidar a existência de direitos fundamentais pelos quais os americanos lutaram e morreram durante 200 anos”.