Última hora

Última hora

Emprego nos EUA cresce menos que esperado

Em leitura:

Emprego nos EUA cresce menos que esperado

Tamanho do texto Aa Aa

O emprego nos Estados Unidos cresceu, no mês de Janeiro. No entanto, o número publicado esta sexta-feira pelo departamento do Trabalho ficou aquém do esperado pelos analistas. Durante o mês, foram criados 146.000 novos empregos, o que frustrou as previsões que apontavam para 200.000, o que seria o melhor começo de ano em sete anos, em termos de emprego.

A taxa de desemprego caíu para o mínimo dos últimos três anos, 5,2 por cento, em queda relativamente aos 5,4 registados em Dezembro e a perder cerca de meio ponto percentual em relação aos números do mesmo mês de 2004. Embora as previsões fossem mais optimistas, estes números são satisfatórios. Todos os empregos que se perderam depois da recessão de 2001 foram já recuperados. As subidas nas taxas de juro da Reserva Federal explicam a relutância de alguns empresários em recrutar mais pessoal, por isso os números não avançaram mais. O abrandamento no crescimento do consumo e a subida nos preços das matérias primas também contribuíram para que os números não fossem tão satisfatórios como o inicialmente previsto.