Última hora

Última hora

Mais de metade dos espanhóis apoia Constituição Europeia

Em leitura:

Mais de metade dos espanhóis apoia Constituição Europeia

Tamanho do texto Aa Aa

A pouco mais de uma semana do primeiro referendo sobre a Constituição Europeia, todas as atenções e esforços estão virados para Espanha. Margot Walstrom, vice-presidente da Comissão, e o comissário Joaquin Almunia participaram, esta quinta-feira, numa jornada sob o tema “Uma Constituição Europeia para um mundo melhor”. O debate decorreu em Madrid, organizado pelo Real Instituto de Estudos Internacionais e Estratégicos.

No próximo dia 20, os espanhóis são chamados às urnas para dizerem “sim” ou “não” à Constituição Europeia. Em princípio, o “sim” deverá ganhar, a avaliar pela mais recente estatística do Centro de Investigações Sociológicas. Segundo o estudo, praticamente nove em cada dez espanhóis admitem saber muito pouco ou quase nada sobre o texto. Mesmo assim, 68% diz ir votar. E mais de 51% garante que dirá “sim” ao Tratado Constitucional. Em Espanha, aliás, poucos são os partidos a dizerem “não” – apenas a Izquerda Unida, próxima dos comunistas, e alguns partidos regionais. Pelo contrário, o Partido Popular, de Mariano Rajoy, na oposição, é um grande defensor do texto constitucional, tal como o PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol), de José Luis Rodriguez Zapatero. O primeiro-ministro espanhol participa esta sexta-feira num debate, com Jacques Chirac e Gerhard Schroeder. Em Barcelona, os três políticos vão tentar convencer os eleitores espanhóis das vantagens da Constituição Europeia.