Última hora

Última hora

Vaga de frio na Europa Central

Em leitura:

Vaga de frio na Europa Central

Tamanho do texto Aa Aa

Um frio glaciar abateu-se sobre uma vasta região. As temperaturas negativas dos últimos dias já fizeram vítimas. Na centro da Roménia, registou-se uma temperatura de 35,8° negativos, um recorde no mês de Fevereiro nos últimos 70 anos. O rio Danúbio está coberto de gelo a 40%.

No Mar Negro, ao largo da Turquia, dois marinheiros dum cargueiro com pavilhão norte-coreano estão dados como desaparecidos. Mais a Leste, na Sibéria Ocidental, os termómetros desceram aos -50°.

Na Croácia, corta-se o abastecimento de gás a algumas indústrias para que não falte nas casas, mas três pessoas já morreram por causa do frio. Na vizinha Bósnia-Herzegovina, as preocupações centram-se nos doentes de um hospital onde falta o aquecimento.

Nos países bálticos, o frio é também a nota dominante. As ligações marítimas entre Tallin, na Estónia e Helsínquia estiveram interrompidas várias horas por causa do gelo que bloqueou o porto da capital finlandesa. Na Bulgária, nem os limpa-neves conseguiam fazer o seu trabalho, o que impediu os serviços de urgência de responder a algumas chamadas. Duas pessoas morreram.

Na Polónia, registaram-se 32° negativos na noite de segunda para terça-feira, enquanto, na República Checa, os termómetros marcaram -21°. Três pessoas foram internadas em estado grave.