Última hora

Última hora

Roma julga Novas Brigadas Vermelhas pelo homicídio de Massimo D'Antona

Em leitura:

Roma julga Novas Brigadas Vermelhas pelo homicídio de Massimo D'Antona

Tamanho do texto Aa Aa

A prisão de alta segurança de Rebibbia, nas imediações de Roma, é, desde ontem, o palco do julgamento de quinze supostos elementos das Novas Brigadas Vermelhas pelo homicídio do conselheiro governamental Massimo D’Antona.

No banco dos réus está, entre outros, Nadia Leoce, a presumível líder da organização terrorista, detida em 2003 e condenada a prisão perpétua em Junho passado pela morte de um polícia. Foi graças à colaboração de dois arrependidos e após a investigação ao computador de Leoce que foi possível arrolar os quinze réus no caso do homicídio de D’Antona. O assessor do Ministério do Trabalho italiano foi assassinado em Roma em Maio de 1999. O homicídio de outro assessor ministerial, Marco Biagi, em 2002, está também a ser julgado. No processo que decorre em Bolonha estão arrolados cinco dos réus visados pelo processo D’Antona.