Última hora

Última hora

Cipriotas turcos descem às urnas com a reunificação no horizonte

Em leitura:

Cipriotas turcos descem às urnas com a reunificação no horizonte

Tamanho do texto Aa Aa

A reunificação da ilha de Chipre volta a opor as principais formações políticas do lado cipriota turco, nas eleições legislativas que decorrem durante o dia na república autoproclamada independente.

Cento e quarenta e oito mil eleitores deverão reconduzir o governo de centro-esquerda, como o apontam as sondagens, não lhe conferindo no entanto a maioria necessária ao relançamento das negociações de reunificação. Um dos maiores opositores do processo, o presidente Rauf Denktash votou hoje em Nicosia, onde afirmou que à semelhança dos Cipriotas gregos que aderiram à Europa em Maio, os cipriotas turcos irão entrar na União preservando a independência e os seus direitos. Um discurso próximo da oposição nacionalista ao primeiro-ministro Mehmet Ali Talat que deverá ver renovado o seu mandato, mas que terá que esperar pelas eleições presidenciais em Abril para relançar o processo de paz patrocinado pela ONU. A república cipriota turca, reconhecida apenas por Ancara desde 74, continua fora da União Europeia ao contrário do seu vizinho cipriota grego. Desde Abril que o país se encontra mergulhado numa profunda crise política depois do partido de centro-esquerda ter perdido a sua maioria no parlamento, na sequência da recusa dos cipriotas gregos em aceitar a reunificação da ilha.