Última hora

Última hora

Europeus e norte-americanos juntos de novo

Em leitura:

Europeus e norte-americanos juntos de novo

Tamanho do texto Aa Aa

Ponto final em dois anos de tensão entre a União Europeia e os Estados Unidos. Os velhos aliados europeus, incluindo os maiores críticos da politica de Washington como a França e a Alemanha, acabaram por apoiar as pretensões norte-americanas para a formação de quadros do exército iraquiano. Alguns, como Portugal, irão mesmo enviar oficiais para Bagdade para darem formação.

Uma vez que o ambiente da visita era de cortesia e de apaziguamento da crise, agora aparentemente ultrapassada, Bush deu uma ajuda à Europa chamando a atenção para a institucionalização da democracia na Rússia:“Creio que é muito importante que Putin me ouça de uma forma privada mas também que ouça algumas criticas que entendi aqui”. Muitas são as questões que dividem ainda os dois blocos, europeu e norte-americano, mas nesta visita de charme a Bruxelas, os políticos falaram preferencialmente do que os une. A ideia era a de ultrapassar as divergências surgidas com o Iraque há dois anos. Isso já foi feito Bush segue a visita para Alemanha e Eslováquia.