Última hora

Última hora

Ordem de despejo para o ministro das Finanças francês

Em leitura:

Ordem de despejo para o ministro das Finanças francês

Tamanho do texto Aa Aa

O ministro da Economia e Finanças francês, Hervé Gaymard, apresentou a demissão ao início da tarde. O responsável cede assim às críticas vindas da imprensa e do próprio partido às declarações contraditórias relativas ao seu património imobiliário.

O aluguer de um luxuoso apartamento de funções no centro de Paris tinha despoletado a crise política no início da semana. Gaymard justificou o aluguerdo “duplex” com 600 m2 com o facto de não ser proprietário de outro imóvel. Uma afirmação desmentida pelas notícias publicadas hoje relativas ao extenso património imobiliário do ministro, onde se incluem várias vivendas, escritórios e apartamentos, um dos quais no centro de Paris, alugado a um amigo. O político, considerado próximo do presidente Jacques Chirac, sai do governo criticado pelo seu próprio partido, o UMP. O chefe do executivo Jean-Pierre Raffarrin tinha recusado nos últimos dias a hipótese da demissão do ministro mas acabou por aceitá-la.