Última hora

Última hora

Iémen confirma pena de morte para alegado membro da Al-Qaida

Em leitura:

Iémen confirma pena de morte para alegado membro da Al-Qaida

Tamanho do texto Aa Aa

Um tribunal de segunda instância do Iémen confirmou a condenação à morte de um dos dois alegados autores do atentado sobre o couraçado USS Cole reivindicado pela Al-Qaida em 2000. Abd al Rahim al-Nashiri, apontado como líder da organização no país, foi também o único dos seis réus, em julgamento desde Setembro, a ser julgado à revelia, uma vez que se encontra detido nos Estados Unidos.

O seu principal cúmplice, Jamal Badawi, viu por seu lado a pena diminuída da condenação à morte para 15 anos de prisão. Entre os restantes acusados apenas um viu a sua pena reduzida, outros três viram a pena revista de cinco para dezanos de encarceramento. O Iémen tenta afastar a imagem de país de abrigo para os membros da rede Al-Qaida. A organização terrorista reivindicava um dos seus primeiros atentados em 2000, ao lançar um ataque bombista suicida contra o couraçado norte-americano USS Cole, ao largo do Iémen. Pelo menos 17 marinheiros morreram na sequência do atentado.