Última hora

Última hora

Joshcka Fischer reconhece erros na atribuição de vistos turísticos alemães

Em leitura:

Joshcka Fischer reconhece erros na atribuição de vistos turísticos alemães

Tamanho do texto Aa Aa

O escândalo dos vistos turísticos continua a ensombrar a imagem do mais carismático membro do governo alemão. Durante o comício dos Verdes em Colónia, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Joschka Fischer, admitiu terem existido erros na atribuição de centenas de milhares de vistos turísticos a cidadãos da Europa de Leste.

Ficher reconheceu não ter agido com firmeza, entre 2000 e 2002, na qualidade de ministro responsável pela área, de forma a evitar as fragilidades no sistema de controlo de entrada de imigrantes temporários. Apesar dos apelos à demissão vindos da oposição cristã-democrata, Gerhard Schroeder já afirmou que Fischer vai manter-se no governo. Segundo uma comissão parlamentar, chefiada pela oposição, o aligeiramento dos critérios de controlo da atribuição de vistos, decidido por Berlim, teria beneficiado as redes de tráfico ilegal de imigrantes. Desde o ano 2000 que centenas de milhares de clandestinos teriam entrado no espaço Schengen provenientes na sua maioria da Ucrânia, aproveitando-se das falhas do sistema de controlo de vistos. A situação seria do conhecimento da polícia alemã. O ministro do Interior, Otto Schily, negou, no entanto, até agora qualquer responsabilidade no sucedido.