Última hora

Última hora

Atentado de Talavive coloca Damasco na mira de Israel

Em leitura:

Atentado de Talavive coloca Damasco na mira de Israel

Tamanho do texto Aa Aa

Israel acusa a Síria de estar por detrás do atentado de Telavive e exige da Autoridade Nacional Palestiniana acções concretas contra os grupos terroristas. Numa primeira retaliação por este atentado o governo de Ariel Sharon suspendeu a transferência da segurança de várias cidades da Cisjordânia para as mãos dos palestinianos.

Em Tulkarem, os militares israelitas detiveram cinco membros da família do bombista suicida que provocou sexta-feira a morte a quatro pessoas. Num vídeo o kamikaze reivindicou o ataque em nome da Jihade Islâmica “como resposta às acções de destruição e assassinatos de Israel”. A Síria, com quem esta organização islâmica mantém estreitas relações, negou qualquer ligação a este atentado e adiantou que os escritórios da Jihade em Damasco foram encerrados. Numa altura em que Mahmoud Abbas parece decidido a apurar quem são os que ameaçam as possibilidades de paz multiplica-se em declarações de condenação contra o terrorismo.Até ao momento Israel ainda não rispostou este atentado. A próxima reunião sobre o Médio Oriente será dentro de dois dias, em Londres, onde deverá ser abordada a forma de resolver a questão da segurança no campo palestiniano.