Última hora

Última hora

Colegas de Sgrena passaram da alegria à preocupação

Em leitura:

Colegas de Sgrena passaram da alegria à preocupação

Tamanho do texto Aa Aa

Na redacção do Il Manifesto, o jornal que enviou Giuliana Sgrena ao Iraque, a notícia da libertação foi festejada com gritos, risos e lágrimas de alegria. Logo depois era anunciado o tiroteio e a inquietação refreou a onda de contentamento.

Esta manhã, na sua primeia página, o jornal faz o resumo do ocorrido e relembra Nicola Calipari, o agente que salvou a jornalista. Simona Torretta, uma das duas trabalhadoras humanitárias italianas antigas reféns no Iraque, juntou-se aos colegas de Sgrena, mas não esqueceu o agente Calipari que ajudou na sua própria libertação e todos as pessoas que continuam reféns. Foi através do desenho que o cartonista do Il Manifesto acompanhou os acontecimentos. Esta manhã, o jornal publica um cartoon de uma pomba da paz ferida que tenta chegar a Itália, um país que a espera de braços abertos.