Última hora

Última hora

Taiwan manifesta, China pressiona

Em leitura:

Taiwan manifesta, China pressiona

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de chineses de Taiwan protestam contra a proposta sobre a lei anti-secessão que deverá ser aprovada nos próximos dias pelo governo chinês.

As autoridades de Taiwan receiam tratar-se de uma manobra do executivo de Pequim para uma justificação legal da invasão da ilha no futuro. Esta polémica lei está no centro das atenções na sessão anual da Assembleia Nacional do Povo, o parlamento chinês, que abriu ontem na capital chinesa.O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês defende que “a lei é positiva para a manutenção da paz na região e demonstra o empenho da China numa reunificação pacífica porque uma declaração formal de independencia por parte de Taiwn nunca será tolerada”. Um claro aviso ao presidente pró-independentista de Taiwan caso ouse alterar a situação actual de autonomia que rege os dois territórios desde a fuga do antigo governo republicano chinês para a ilha, em 1949, após a derrota frente às poderosas forças comunistas na guerra civil.

Taiwan, que tem 700 mísseis chineses apontados contra si, tem a protecção do Japão e dos Estados Unidos. O receio de “um desequilíbrio na região” serve de argumento a Washigton para se opor ao levantamento do embargo europeu de venda de armas à China.