Última hora

Última hora

Carrefour vende hipermercados no Japão e México

Em leitura:

Carrefour vende hipermercados no Japão e México

Tamanho do texto Aa Aa

O Carrefour desistiu da aposta japonesa. Cinco anos depois da abertura de oito hipermercados, o grupo francês de distribuição decidiu saír do país e vendê-los ao grupo Aeon por cerca de 72 milhões de euros.

Os hipermercados não conseguiram implementação aqui, uma vez que os japoneses têm hábitos diferentes dos europeus e costumam fazer compras várias vezes por semana, em lojas pequenas, perto de casa. A decisão de se retirar do Japão foi anunciada ao mesmo tempo que o grupo publicou resultados em queda, relativos a 2004. O novo presidente, Luc Vandervelde, está apreensivo quanto aos números deste ano. O Carrefour é o segundo maior grupo de distribuição a nível mundial, depois da norte-americana Wal Mart. No ano passado, teve um volume de negócios de 72,6 mil milhões de euros. Os lucros do grupo caíram 14 por cento, no ano passado. Esta queda deu-se, sobretudo, por causa das vendas em França, o principal mercado do grupo. As vendas, fora do país, cresceram. No entanto, a cadeia está a reduzir a rede. Além do fecho no Japão, o grupo vai também vender os 29 hipermercados que detém no México ao grupo Chedraui, por 415 milhões de euros. Se, nalguns sítios, está a fechar, noutros países o Carrefour está em expansão. É o caso de Itália, onde vai expandir a rede, graças a um acordo com o grupo Finiper, do qual é accionista maioritário.