Última hora

Última hora

Durão Barroso insiste na liberalização do sector dos serviços

Em leitura:

Durão Barroso insiste na liberalização do sector dos serviços

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, não pretende pôr de parte o objectivo de liberalizar o sector dos serviços. O chefe do executivo europeu, que aceitou rever alguns elementos da proposta de liberalização deste sector devido às pressões da França e da Alemanha, quis pôr os pontos nos “is” num discurso proferido no Lisbon Council Association, em Bruxelas.

Barroso referiu que “actualmente o potencial menos explorado da União Europeia é o dos serviços” e que “se este potencial não for aproveitado, os grandes perdedores serão os trabalhadores europeus e os clientes”. O ex-primeiro-ministro português fez depois questão de salientar que o papel da Comissão não é o de proteger alguns Estados-membros dos outros, ao referir que “um dos problemas existentes actualmente na Europa é o facto de algumas pessoas ainda não se terem apercebido de que a Europa foi alargada. Ainda pensam na Europa dos Quinze e não na Europa dos Vinte e Cinco e acham que o papel da Comissão é de proteger os Quinze dos novos Dez, o que é falso”. Para Barroso “o papel da Comissão é proteger os interesses gerais da Europa.” No dia 03 de Março o executivo europeu anunciou concessões na directiva dos serviços proposta pelo comissário Frits Bolkenstein, membro da anterior comissão de Romano Prodi. Com este discurso Durão Barroso quis esclarecer eventuais mal-entendidos.