Última hora

Última hora

Eleitorado feminino abandona Blair

Em leitura:

Eleitorado feminino abandona Blair

Tamanho do texto Aa Aa

A confiança das mulheres britânicas em Tony Blair anda pelas ruas da amargura.Outrora encarado como próximo dos cidadãos e com propostas que agradavam à classe média e, sobretudo ao eleitorado feminino, o primeiro-ministro britânico saiu bastante penalizado da guerra no Iraque.

Diante de um público composto exclusivamente por mulheres, Blair tentou, numa emissão televisiva, recuperar a popularidade perdida mas sobre o Iraque manteve uma postura inflexível. “Lamento mas não posso dizer que cometi um erro. Se me for pedido que diga que lamento a decisão de ir para o conflito, não posso fazê-lo,” declarou. Às acusações de descurar a Saúde e a Educação e de ir gradualmente afastando-se do povo, Blair foi evasivo. “É muito difícil quando se chega ao poder após 18 anos de oposição. As pessoas têm a impressão que, de repente, tudo o que estava mal vai ficar bem e penso, de certa maneira, que até eu senti que era o que ia acontecer. Espero que, em 2005, se fizermos um balanço, nem tudo seja mau”. A expectativa de Blair tem, certamente, em conta as legislativas desta Primavera.