Última hora

Última hora

Lei anti-secessão reacende tensão no Estreito da Formosa

Em leitura:

Lei anti-secessão reacende tensão no Estreito da Formosa

Tamanho do texto Aa Aa

O parlamento da República Popular da China aprovou uma lei anti-secessão que visa travar uma eventual declaração formal de independência por parte de Taiwan. De acordo com a nova legislação, Pequim poderá recorrer à força para impedir as veleidades independentistas de Taipé. Mas o primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, sublinha que a China continental pretende somente reforçar os laços entre as duas margens do Estreito da Formosa.

“Esta lei não é, de forma alguma, dirigida ao povo de Taiwan. Pretende apenas opor-se às forças independentistas. Não é de forma alguma uma lei de guerra, é uma lei que visa a reunificação pacífica do país”, declarou o chefe do executivo de Pequim. Taipé reagiu condenando energicamente a lei aprovada no continente. Taiwan goza de uma independência de facto desde 1949, quando terminou a guerra civil entre comunistas e nacionalistas. Na ilha realizaram-se já algumas manifestações de protesto. Espera-se no entanto uma adesão maciça dos taiwaneses à concentração agendada para o dia 26 de Março.