Última hora

Última hora

Protestos em Taiwan contra lei da Secessão aprovada pelo CNP

Em leitura:

Protestos em Taiwan contra lei da Secessão aprovada pelo CNP

Tamanho do texto Aa Aa

Várias centenas de pessoas protestaram em Taipé contra a lei de secessão aprovada pelas autoridades chinesas. Com a nova legislação, o exército tem carta branca para usar a força caso prossigam acções independentistas em território considerado chinês.

Em Taiwan, as opiniões da população dividem-se. Enquanto uns consideram que é altura de a população se unir para não ser engolida pelos chineses, outros preferem a via do diálogo para que a questão se resolva pacificamente. A União Europeia não tomou qualquer posição oficial sobre a decisão das autoridades chinesas. Seja como for, trata-se de uma situação embarassante para Bruxelas que se debruça, neste momento, sobre um eventual levantamento do embargo à venda de armas a Pequim. Taiwan vive como território autónomo desde 1949, altura em que o antigo governo republicano se refugiou na ilha, depois da derrota na guerra civil face ao exército comunista. A lei anti-secessão, aprovada esta segunda-feira no Congresso Nacional Popular (CNP), permite à China usar meios não pacíficos para a protecção de integridade do território. Várias organizações de Taiwan preparam uma mega-manifestação contra as intenções da China. O protesto está marcado para 26 de Março.