Última hora

Última hora

Renovam-se as esperanças de paz para o Médio Oriente

Em leitura:

Renovam-se as esperanças de paz para o Médio Oriente

Tamanho do texto Aa Aa

Esta segunda-feira estão previstas duas reuniões para se discutir atransferência do controlo de zonas da Cisjordânia para os palestinianos. O primeiro-ministro israelita e o secretário-geral da ONU consideram que existe uma oportunidade para o relançamento dos esforços de paz: “Sentimo-nos encorajados pelos recentes desenvolvimentos, incluindo os acordos de Charm-el-Cheik, e enquanto membros do quarteto tencionamos agir e promover essa paz”, declarou Kofi Annan.

Após a cimeira de Charm-el-Cheik, Israel libertou, dia 21 de Fevereiro, 500 prisioneiros palestinianos, num conjunto de medidas destinadas a restabelecer a confiança. Neste primeiro encontro, de uma visita de três dias à região, Kofi Annan conheceu os pormenores do plano de Ariel Sharon para a retirada da Faixa de Gaza e de quatro colonatos do norte da Cisjordânia.

O secretário-geral da ONU deve avistar-se também com o presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, em Ramallah, 14 dias depois de se terem reunido em Londres, na Conferência Internacional dedicada às reformas palestinianas

Para amanhã, prepara-se no Cairo uma reunião entre Mahmud Abbas e os representantes das facções palestinianas para se conseguir garantias de um cessar-fogo, mas as desavenças entre palestinianos são mais profundas. Em Hebron, jovens militantes do Hamas entraram em confronto com apoiantes da Fatah, o partido de Abbas. Nove pessoas ficaram feridas.