Última hora

Última hora

Bruxelas prepara ultimato à Croácia

Em leitura:

Bruxelas prepara ultimato à Croácia

Tamanho do texto Aa Aa

A Croácia terá de entregar o general Ante Gotóvina ao Tribunal Penal Internacional se quiser começar a negociar a adesão à União Europeia. É o recado que deve sair hoje, da reunião dos ministros europeus dos Negócios Estrangeiros.

Com início marcado para 17 de Março, a abertura das negociações de adesão deverá ser adiada enquanto Gotóvina não for entregue às autoridades, ainda que Zagreb tenha prometido tudo fazer para colaborar com o TPI. O analista Michael Emerson comenta à Euronews: “Gotóvina poderá encontrar-se na Bósnia protegido pela comunidade croata, mas não se sabe. Outra possibilidade, e porque tem passaporte francês, é esconder-se em França uma vez que fez parte da Legião Estrangeira. Sabe-se também que manteve bons contactos na América Latina após a sua fase de legionário”. Os croatas consideram exagerada a decisão da União Europeia, insurgindo-se contra a forma como esta condiciona o futuro de todo o país. O General Ante Gotóvina, considerado um herói de guerra por muitos croatas, é acusado pelo TPI de crimes de guerra e de crimes contra Humanidade. É a primeira vez que Bruxelas mostra tanta firmeza para levar um país candidato a respeitar princípios legais internacionais.