Última hora

Última hora

Croácia pode ser "castigada" pela UE

Em leitura:

Croácia pode ser "castigada" pela UE

Tamanho do texto Aa Aa

O dossiê “Croácia” é o ponto principal da agenda de trabalhos do Conselho Europeu, que reúne hoje em Bruxelas os chefes da diplomacia dos 25 Estados membros da União.

A data de abertura das negociações de adesão, prevista para quinta-feira, deve ser adiada devido ao incuprimento das obrigações croatas face ao Tribunal Penal Internacional. Para o ministro dos Negócios Estrangeiros do Luxemburgo, país que assegura a presidência dos Vinte e Cinco, “a porta da Europa vai permanecer aberta para a Croácia qualquer que seja a decisão tomada hoje.” Jean Asselborn tenta assim minimizar as consequências negativas da mais que certa recusa do conselho. O responsável pela política externa britânica, Jack Straw, avançou entretanto o mês de Julho como data possível para a abertura das negociações. Os ministros podem no entanto aprovar o quadro negocial proposto pela Comissão de Bruxelas. O elemento que está a entravar o processo dá pelo nome de Ante Gotovina. O general croata foi acusado em 2001 pelo TPI de crimes de guerra mas é tido como um herói na Croácia. O governo de Zagreb afirma desconhecer o seu paradeiro.