Última hora

Última hora

Schroeder condenado a produzir resultados face a desemprego galopante

Em leitura:

Schroeder condenado a produzir resultados face a desemprego galopante

Tamanho do texto Aa Aa

Esta é a situação do chanceler alemão, Gerhard Schroeder, que apresentou um discurso sobre a política geral da nação, no Parlamento, horas antes do início da Cimeira para o Emprego. De acordo com analistas, Schroeder enfrenta o mais importante momento político desde a reeleição, em Setembro de 2002.

O chanceler tem de fazer face aos mais de cinco milhões de desempregados alemães. Para isso apresentou numa extensão à Agenda 2010, o programa de reformas definido há dois anos. Para Schroeder, combater os cinco milhões de desempregrados “é o desafio mais sério que a sociedade tem de enfrentar”. Este número pode ser politicamente mortal para o líder, já que sondagens indicam que a sua coligação, SPD, social-democrata e os ecologistas, perderia caso se realizassem eleições hoje. Schroeder pediu para que se façam as reformas “rapidamente” e garantou que “todas as propostas são compatíveis com uma redução dos impostos das empresas”. Para agitar a economia propõe, também, empréstimos às empresas mais pequenas e investimento nos transportes. Este programa de relançamento económico não deve, contudo, promover mais do que um por cento de crescimento, de acordo com os ecomonistas. O desemprego atingiu os níveis mais altos desde os anos 30 e o Laender da Renânia-Vestefália, barómetro por excelência da política alemã, realiza eleições regionais a 22 de Maio.