Última hora

Última hora

Holandês acusado de fornecer toneladas de químicos a Saddam ouvido por juiz

Em leitura:

Holandês acusado de fornecer toneladas de químicos a Saddam ouvido por juiz

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro holandês acusado de cumplicidade num genocídio começa a ser ouvido hoje por um juiz de instrução em Roterdão. Trata-se de Frans van Anraat, de 62 anos, negociante de produtos químicos e antigo informador dos serviços secretos holandeses.

Anraat terá vendido milhares de toneladas de ingredientes para o fabrico de armas químicas ao regime de Saddam Hussein. A polícia deteve o suspeito em Dezembro, quando alegadamente tentava fugir do país. Acusado de cumplicidade num genocídio e de crimes de guerra especialmente contra os curdos, no norte do Iraque em 1988, com particular incidência no massacre de Halabja, o acusado enfrenta uma pena de prisão perpétua, mas o julgamento só deve começar em Novembro. Anraat foi detido nos Estados Unidos em 98, conseguiu fugir para o Iraque, onde esteve protegido até à queda do regime de Saddam. Depois, refugiou-se na Holanda. Inexplicavelmente em 2000 foi retirado o mandado de busca internacional, o que impediu as autoridades locais de actuar mais cedo.