Última hora

Última hora

Governo Suíço autoriza negócio Lufthansa/swiss

Em leitura:

Governo Suíço autoriza negócio Lufthansa/swiss

Tamanho do texto Aa Aa

O governo helvético deu luz verde à compra de uma parte da companhia aérea Swiss por parte da alemã Lufthansa.

O Estado Suíço é o principal accionista da companhia, herdeira da falida Swissair, a atravessar graves dificuldades financeiras. O governo disse “sim” à proposta da Lufthansa, numa reunião em Berna esta terça-feira. A proposta dos alemães visa a compra de 14 por cento da Swiss. A Lufthansa deve depois formar uma holding, com outros accionistas, para controlar 49 por cento do capital e, em 18 meses, deve passar a deter a totalidade. A operação deve custar 70 milhões de euros. A luz verde para o negócio foi dada também pela maioria dos accionistas de ambas as empresas. Os suíços estão um pouco cépticos, como diz um passageiro: “É uma pena para a Suíça mas, economicamente, é talvez a melhor solução, talvez a Lufthansa seja o melhor parceiro. Faz sentido para a Europa”. Com esta compra, a Lufthansa consolida o segundo lugar no topo das companhias aéreas da Europa, com um tráfego de 60 milhões de passageiros no ano passado,atrás da franco-holandesa Air France-KLM. A British Airways é terceira, com 35 milhões de passageiros transportados em 2004. A concretizar-se a compra de todo o capital, os principais accionistas da Swiss devem receber entre 250 e 320 milhões de euros, dependendo do desempenho das acções da Lufthansa no próximo ano e meio. Os títulos da Swiss foram suspensos da negociação segunda-feira na bolsa de Zurique.