Última hora

Última hora

Israel no centro da Cimeira Árabe

Em leitura:

Israel no centro da Cimeira Árabe

Tamanho do texto Aa Aa

O relançamento do processo de paz no médio-oriente e o restabelecimento de relações diplomáticas com Israel são os principais temas da cimeira da Liga Árabe que arrancou esta terça-feira, em Argel.

O plano jordano inicial, que previa uma abertura diplomática antes de Telavivefazer concessões, foi rejeitado por alguns paises. “Têm de existir cedências reais. Compromissos em troca de compromissos. A partir daí, com a retirada israelita e a criação de um Estado palestiniano, podemos alcancar um paz equilibrada”, declarou o secretário-geral da Liga Árabe, o egípcio Amr Moussa. Nesta cimeira o convidado de honra é o primeiro-ministro espanhol. José Luís Zapatero realcou a importância da Liga Árabe no processo de paz do médio oriente e voltou a criticar o terrorismo. “Não há como justificar o terrorismo. Não há ideiais que legitimem assassinios indiscriminados. O terror gera conflitos e torna difícil a resolução de problemas”, afirmou. A acreditar nas intervenções de vários dirigentes, o início de um relacionamento saudável entre países árabes e Israel está ainda muito longe.