Última hora

Última hora

George Soros condenado por operação ilícita

Em leitura:

George Soros condenado por operação ilícita

Tamanho do texto Aa Aa

O milionário norte-americano George Soros viu confirmada a multa de 2,2 milhões de euros, por alegados negócios ilícitos que datam de 1988. O Tribunal da Relação de Paris confirmou, esta quinta-feira, a sentença proferida há dois anos pelo tribunal de primeira instância.

Confrontado com o que se passou em 1988, Soros parece ter perdido a memória: “É muito difícil lembrar-me do que aconteceu há mais de quinze anos, mas é uma história interessante. Aprendi muito hoje. Para mim, é algo que está muito, muito longe. É um passado distante”, disse à saída do tribunal. Os juízes da Relação reavivaram a memória de Soros. O caso teve como palco a Bolsa de Paris. Soros tentou fazer uma aquisição hostil do Banco Societé Génerale, em moldes proibidos pela lei francesa. Na altura, o caso provocou uma crise política entre governantes próximos do presidente François Miterrand. Hoje, Soros, com 74 anos, está retirado da vida económica. Dedica-se a acções humanitárias e ao apoio a figuras políticas, como John Kerry, nas últimas presidenciais norte-americanas.