Última hora

Última hora

Jornalistas romenos raptados no Iraque

Em leitura:

Jornalistas romenos raptados no Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

Três jornalistas romenos foram sequestrados no Iraque, segundo o presidente da Roménia, Traian Basescu. Dois dos repórteres trabalham para uma televisão privada, a Prima TV. O terceiro trabalha para o jornal Romania Libera.

Tudo isto acontece um dia depois de Basescu se ter deslocado a solo iraquiano para onde Bucareste mobilizou cerca de 800 soldados. Durante a visita, o chefe de Estado declarou que o contingente iria ser reforçado. As autoridades romenas criaram um gabinete de crise para acompanhar o sequestro que terá acontecido em Bagdad. Basescu declarou que já pediu apoio aos países aliados para encontrar uma solução. Foi através de uma chamada telefónica, seguida de uma mensagem, que os repórteres conseguiram alertar os colegas. Os jornalistas da Prima TV estavam há cinco dias no Iraque e já tinham entrevistado o primeiro-ministro cessante, Iyad Allaoui. O chefe do executivo romeno, Calin Tariceanu, optou pela prudência: afirma que não há reivindicações e que, portanto, o mais correcto agora é falar de desaparecimentos.