Última hora

Última hora

Mónaco de luto por Rainier III

Em leitura:

Mónaco de luto por Rainier III

Tamanho do texto Aa Aa

O palácio do Mónaco mergulhou ontem num longo luto de quatro meses. Uma homenagem da família Grimaldi ao seu patriarca, o príncipe Rainier III, falecido ontem, ao final de um reinado de 55 anos que colocou o pequeno rochedo na rota da alta finança internacional.

Oficialmente o luto dos monegascos durará cerca de um mês. O funeral do príncipe está marcado para o próximo dia 15 de Abril quando forem 11h, em Lisboa, na Catedral do Mónaco, onde será enterrado ao lado da mulher, a actriz Grace Kelly. O corpo do monarca será colocado em câmara ardente a partir de segunda-feira. Terça e quarta, os monegascos poderão dizer um último adeus ao príncipe. Rainier estava internado desde o dia 7 de Março, devido a uma infecção broncopulmonar e, desde que foi transferido para os serviços de reanimação da clínica cardio-torácica do Mónaco a 22 de Março, o seu estado de saúde não parou de deteriorar-se. O príncipe Alberto II, seu sucessor no trono, cancelou entretanto a sua presença no funeral do Papa. As condolências à família Grimaldi chegam de todo o mundo. Em Portugal, o presidente Jorge Sampaio elogiou ontem o príncipe que conseguiu “cativar a admiração do seu povo e da comunidade internacional”.