Última hora

Última hora

Bruxelas alerta: Janela de oportunidade para Airbus deve ser aproveitada

Em leitura:

Bruxelas alerta: Janela de oportunidade para Airbus deve ser aproveitada

Tamanho do texto Aa Aa

A Airbus, e concretamente o projectado A350, pode sofrer um rude golpe se a União Europeia e os Estados Unidos não chegarem rapidamente a um acordo sobre as ajudas estatais à aeronáutica civil. Washington e Bruxelas não conseguiram entender-se durante a trégua que terminou esta segunda-feira. Durante três meses, os dois blocos comprometeram-se a não recorrer à Organização Mundial do Comércio, no caso das subvenções estatais ao sector.

Contudo, o fim da trégua não significa uma queixa imediata. E “enquanto nada for feito, há uma janela de oportunidade para negociar”, diz a porta-voz do comissário para o Comércio. “Enquanto temos esta oportunidade de negociar e de evitar conflitos devemos utilizá-la bem,” acrescenta, sublinhando: “Mas este período não pode durar para sempre.” O comissário, por seu lado, acusa os Estados Unidos de “parcialidade”. Peter Mandelson diz que Washington denuncia as ajudas à europeia Airbus mas que se esquece das verbas estatais pagas à concorrente norte-americana Boeing. Subtilidade financeira: a Boeing recebe após a produção dos aparelhos; no caso da Airbus, trata-se de ajudas prévias ao fabrico. A Airbus prepara-se agora para pedir essas mesmas ajudas a França, Alemanha, Grã-Bretanha e Espanha. Se os membros do consórcio decidirem não as atribuir é a construção do A350 que fica comprometida.