Última hora

Última hora

Bascos decidem futuro do "plano Ibarretxe"

Em leitura:

Bascos decidem futuro do "plano Ibarretxe"

Tamanho do texto Aa Aa

O País Basco elege este domingo o parlamento regional. Em jogo está o plano do chefe do governo local, Juan José Ibarretxe. Apesar de contestado por Madrid e ameaçado pelo justiça espanhola, o dirigente do Partido Nacionalista Basco quer referendar o seu projecto de “livre associação” com Espanha. Caso obtenha a maioria absoluta, Ibarretxe ganha força para avançar com uma consulta popular julgada inconstitucional.

O PSE deverá alcançar 18 dos 75 assentos do parlamento regional. Os socialistas bascos de Patxi Lopez, apoiados pelo executivo de Zapatero, podem transformar-se na segunda força política do País Basco, relegando para a terceira posição o Partido Popular que deve perder dois dos seus 19 deputados. O braço político da ETA, o extinto Batasuna, não pode participar neste escrutínio. A questão que se coloca é a de saber onde irão repousar os dez por cento de votos obtidos em 2001 que serviram para eleger sete deputados. Os seus dirigentes apelaram ao voto no Partido Comunistas das Terras Bascas. O País Basco conta 1,76 milhões de eleitores. As urnas vão encerrar às oito da noite, hora local.