Última hora

Última hora

Chi Minh assinala trigésimo aniversário do final da guerra

Em leitura:

Chi Minh assinala trigésimo aniversário do final da guerra

Tamanho do texto Aa Aa

Bandeiras e flores enchem já as ruas das principais cidades do Vietname, à medida que se ultimam os preparativos para a marcha comemorativa que assinala o final da guerra.

Quando passam trinta anos sobre o conflito armado com os Estados Unidos, Ho Chi Minh prepara-se para celebrar com pompa a vitória vietnamita. O país esforça-se actualmente por romper o isolamento internacional, mas, apesar das sequelas, a guerra continua a ser motivo de orgulho nacional. “Nasci depois da guerra, por isso, só ouvi falar dela. Mas estou muito contente, porque este aniversário é uma enorme comemoração. As gerações anteriores chegaram à vitória e estamos muito orgulhosos disso”, confessa um jovem de Ho Chi Minh. A mesma opinião é manifestada pelos veteranos: “Quando Saigão foi libertada, eu estava em missão longe da cidade. Quando ouvi as notícias do dia 30 de Abril, chorei”, diz um antigo militar. Porém, chegou o momento de olhar para o futuro, como se pode depreender das palavras de uma jovem estudante: “A vida das pessoas agora é estável, não é como nos tempos difíceis da guerra. Agora temos de concentrar-nos nos nossos estudos para construirmos o país do futuro.” Trinta anos depois, o regime de Hanói quer reconciliar-se com todas as nações que participaram no conflito. Por entre apelos à unidade nacional, o governo procura encerrar definitivamente o que ficou para trás. Durante oito anos de guerra, morreram 3 milhões de vietnamitas e 58 mil soldados norte-americanos.