Última hora

Última hora

Paris investe forte no referendo da Constituição Europeia

Em leitura:

Paris investe forte no referendo da Constituição Europeia

Tamanho do texto Aa Aa

O governo francês não poupa esforços para tentar inverter a tendência de voto da maioria dos franceses no referendo sobre a Constituição. O Ministério do Interior decidiu enviar a cada eleitor um texto do tratado, um documento explicativo e dois boletins de voto “sim” e “não” para a escolha dos cidadãos.

O director do Departamento Eleitoral do Ministério do Interior, Paul Masseron explica: a operação logística consiste em enviar a 42 milhões de eleitores um envelope pessoal, personalizado de 243 gramas, até ao dia 14 de Maio, de forma a que as pessoas tenham tempo para conhecer a documentação para poderem votar com conhecimento de causa”. O envio dos envelopes começou no passado dia 18 de Abril e é, segundo o governo francês, uma forma de dar resposta à falta de informação de que os franceses se têm queixado desde que começou a discussão pública sobre o referendo. Uma resposta que custa ao erário público 125 milhões de euros.Segundo todas as sondagens, o não continua em vantagem no hexágono, embora a distância relativamente ao sim tenha vindo a diminuir nas últimas semanas.